E esse tal amor incondicional

Espalhe o amor

Nessa luta contra a LGBTfobia a nossa arma é mais forte do que o ódio. Por isso, pelo intermédio do meu amigo @adjunior_real, participei do projeto da Forward – Images that move ( @forward_imagesthatmove ), pra falar sobre afeto. Muitos LGBTQIA+ não tem mais o privilégio de ter o cainho dos pais quando se assumem, porque os pais não os aceitam. A nossa luta também é sobre isso, amor incondicional. Aonde ele está? Pra falar sobre isso. Continuaremos falando sobre afeto, sobre amor e carinho.


O que muda com a criminalização homofobia stf? Esperamos que isso faça com que as famílias possam conversar mais a respeito e perceber que não amar alguém por ele ser LGBT é um erro.


Com esse vídeo mais sensível, quero de alguma forma mostrar que o tal livro kit gay não existe. Que o que buscamos é o amor das pessoas que amamos.

AmorIncondiconal2

Convidei o Miguel Angel Herrera, Idealizador e diretor do projeto para conversar comigo sobre o projeto. O resultado dessa conversa você confere a seguir:

O que te motivou a fazer/participar de um projeto como esse? 

Nos últimos anos, por conta do imenso trabalho desempenhado por todas as pessoas e organizações que integram o movimento LGBT+, o Brasil conquistou importantes avanços para a garantia de direitos dessa população. Apesar de vivermos um momento de retrocesos e de ameaças a essas conquistas, o movimento é forte e tem conseguido manter esse debate acesso. 
 
Infelizmente, no entanto, o Brasil continua sendo um dos países mais violentos do mundo contra a população LGBT+ – e grande parte dessa violência acontece diariamente, dentro de casa, fortalecendo o ciclo de exclusão. De acordo com vários estudos, muitos adolescentes LGBT+ são obrigados a sair de casa prematuramente, a morarem sozinhos, e sem uma rede de apoio afetivo acabam entrando numa espiral de vulnerabilidade. 
 
Fiquei sensibilizado por esse tema e pensei que era possível fazer algo para ajudar o trabalho de pessoas e entidades que há muitos anos tentam sensibilizar a sociedade para esse assunto e oferecer acolhimento a quem precisa. 

 

 

Miguel

No Brasil, os casos de abandono e violência verbal e física contra a população lgbt é ainda muito grande. Qual a importância da mensagem desse vídeo para sociedade? 

 
A mensagem do vídeo é importante porque traz à tona um tipo de violência que é invisibilizado justamente por acontecer dentro de quatro paredes. O vídeo chama a atenção para a importância das relações afetivas, emocionais, pessoais para essas pessoas que sofrem violências e exclusões cotidianas.  Como a falta de amor e de apoio tem um impacto significativo na vida dessas pessoas. 
 

O que você falaria para pais de lgbts que ainda não aceitam seus filhos? 

 
A realidade parece mostrar que as familias de pessoas LGBT também precisam de um acolhimento, também precisam desconstruir estereótipos, também precisam conseguir enfrentar de uma maneira estruturada as violências, a exclusão e os preconceitos que estão muito introjetados na sociedade. Essa é uma luta coletiva, então é indispensável que essas familias também contem com apoio sempre que necessário.  Não é só a pessoa LGBT+ quem é afetada, é toda a rede familiar. 
 

Nessa luta contra a lgbtfobia precisando de aliados. Para que essa mensagem chegue mais longe, o que você falaria para as pessoas que querem ajudar?

 
Há pessoas e organizações que têm acumulado experiência no acolhimento e na orientação de famílias e pessoas que passam pela homofobia dentro de casa. Esse trabalho precisa ser valorizado, apoiado e difundido. Reforço: o esforço individual é importantíssimo, mas a transformação é sempre coletiva. É preciso dar força, impulso e muito, muito amor para quem sempre esteve na linha de frente desse movimento.
 
Nome: Miguel Angel Herrera
Idade: 37
Local de nascimento: Bogotá, Colômbia
Sexualidade: Heterosexual
Redes sociais: 
Instagram pessoal: @m.i.g.u.e.l.i.t.o
Linkedin: https://www.linkedin.com/in/miguelangelhb/
Facebook: https://www.facebook.com/miganherr
basepaginaslogo

Espalhe o amor

1 comment

  1. Gloria Becerra

    Maravilhoso vídeo! Muito obrigada!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *