Hoje começa uma nova jornada

Espalhe o amor

Comecei esse texto pensando que ele seria apenas um resumo das coisas que foram feitas até aqui para que esse dia acontecesse. No decorrer desse processo entendi que ele estava se tornando num registro desse momento inédito na minha vida. 

Como já dizia nossa rainha Pabllo Vittar: “Hoje é um dia especial, te dou um presente você não viu nada igual”. Foi com essa intenção que aceitei a sugestão da Companhia das Letras para lançar o meu livro em 2020. Quando as discussões sobre George Floyd e o racismo ficaram fortes no Brasil, vários artistas, empresas e influenciadores que antes não se manifestaram a respeito, começaram a se posicionar para o enfrentamento do racismo. Lançaram então uma série de lives das #JornadasAntirracistas, levantando várias discussões pertinente a comunidade negra no Brasil frente ao que estava acontecendo. Fui convidado para participar de uma mesa que tinha como tema “Qual democracia?”, e comigo estavam Acauam Oliveira, mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada e doutor em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo; Thiago Amparo, advogado, especialista em direito constitucional, políticas públicas e antidiscriminação que, atualmente, escreve um livro sobre autoritarismo, identidades e democracia; e a mediadora Flavia Rios, doutora pela Universidade de São Paulo que tem experiência na área de Sociologia Política e da Cultura, com ênfase nos estudos sobre ação coletiva, relações raciais e de gênero, ditadura militar e democracia, entre outros.

A Companhia das Letras que já tinha como plano lançar o meu livro pelo Selo Editora Paralela, inicialmente próximo da parada LGBTQIA+ de São Paulo, entendeu que como as medidas de segurança não permitiam aglomeração, me propôs a alteração da data do lançamento e o anúncio dele para o público. Eles também entendiam a importância dessa obra para discussão de interseccionalidade e assim fizemos. 

Eu já conhecia o desafio de vender livro, pois venho de uma experiência independente, mas neste momento eu estava numa das maiores editoras da América Latina. Pensei em algumas estratégias com marcas, já que tenho conhecimento de como montar projetos sendo criador de conteúdo e ter trabalhado por mais de 10 anos no mercado publicitário. Pareceu o melhor caminho, mas se vocês me acompanham já sabem como é complicado conseguir aprovações de projetos, ainda mais se a pessoa que avalia sua proposta não compreende a importância do livro para comunidade negra, periférica e LGBTQIA+. 

Mais uma vez a equipe da Editora Paralela e da Companhia das Letras, mostraram que estavam comigo nessa e me deram a liberdade de apresentar as propostas que eu tinha. Pra minha surpresa, eles amaram e do lado deles, me explicaram o que era possível fazer com a verba destinada a divulgação. 

Minha ideia sempre foi ser uma experiência que envolvesse várias mídias e isso será possível. Por hora vou apresentar o que já foi feito e no decorrer dos dias vocês irão acompanhar essas ações sendo colocadas em prática. Toda estratégia montada por mim e co-criada com a equipe da Companhia das Letras:

  • Colocamos o livro disponível na pré-venda antes da data de lançamento oficial e fizemos o anúncio na primeira Flipop on-line da história. Isso fez com que o livro tivesse uma publicidade espontânea causada pelos meus seguidores em outras redes. Dessa forma, mais pessoas conheceriam o livro.
  • Participação em mídias. Essa etapa começa antes mesmo das vendas dos livros e irá permanecer enquanto o projeto for relevante. Vejam algumas matérias que sairam na Toda Teen, Site Mundo Negro, Revista ViaG e no Papel Pop. Fora as participações em vários Webnars pelo Brasil todo, como por exemplo sendo mediador no evento recente Afropresença, assistido por mais de 4.000 pessoas. Palestrei também na Whirlpool do Brasil Ltda, TozziniFreire Advogados entre outras grandes e pequenas empresas, falando sobre diversidade, inclusão e raça no mercado de trabalho, provocando assim uma discussão para mudanças reais nas estruturas.
  • Ativações nas redes sociais com posts estáticos e vídeos
  • Criamos laços e conversas com celebridades que se interessaram pelo livro.
  • Hoje, no dia do lançamento do livro, estreamos o filtro Guardei no armário para serem usados pelos seguidores quando forem falar do livro ou de algum assunto relacionado ao projeto:
  • Firmamos uma parceria com o Magazine Luiza e fizemos um cupom com 20% desconto na compra do livro. É só usar esse cupom: SAMUCA20 Válido até 31/10/2020
  • Live de lançamento comigo e com o editor de diversidade da Cia das Letras, Fernando Baldraia, no perfil da editora, nela anunciaremos essa parceria com o Magalu e o site novo.
  • Lançamento da quinta temporada de entrevista de saída do armário com autores LGBTQIA+ no canal oficial da Companhia das Letras e a criação de um podcast que em breve vocês conhecerão.

Hoje é a live de lançamento do livro ‘Guardei no Armário’ às 19:00 no perfil da @companhiadasletras e no meu. Obrigado @paulovsantana@antonioccastro@bpideias e toda equipe da @editoraparalela  por trás desse sonho. Agradeço também a todos os meus amigos que participaram do livro: @silvettymontilla@spartakus,  @crisnaumovs@sapataoamiga@jonasmariaa,  @rodrigofranca@natalyneri@muropequeno@jupdobairro com prefácio de @thiamparo.



Espalhe o amor

1 comment

  1. Miriã de Paula Gomes

    Arrasa
    Voaaa
    Vai c tudoooo
    Parabéns 🥳🥳🥳

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *